Posts Marcados: René Magritte

Etapas

Para ser o que sou hoje fui vários homens. E se volto a me encontrar com os homens que fui, não me envergonho deles. Foram etapas do sou. Tudo o que sei custou às dores das experiências. Tenho respeito pelos

Etapas

Para ser o que sou hoje fui vários homens. E se volto a me encontrar com os homens que fui, não me envergonho deles. Foram etapas do sou. Tudo o que sei custou às dores das experiências. Tenho respeito pelos

Serpente

Uma serpente surgiu em minha tina d’água, Em um dia muito, muito quente, e eu com pijamas de verão, Para ali s’embevecer. Na sombra profunda, o singular aroma, de uma gigantesca árvore de alfarrobas, Eu descia os degraus, e comigo

Serpente

Uma serpente surgiu em minha tina d’água, Em um dia muito, muito quente, e eu com pijamas de verão, Para ali s’embevecer. Na sombra profunda, o singular aroma, de uma gigantesca árvore de alfarrobas, Eu descia os degraus, e comigo

Sofre

Quem teme o sofrimento sofre já aquilo que teme Michel Eyquem de Montaigne Img: La Grande Guerre (1964), Rene Magritte

Sofre

Quem teme o sofrimento sofre já aquilo que teme Michel Eyquem de Montaigne Img: La Grande Guerre (1964), Rene Magritte

Pequeno Universo

Quando Deus viu o esplendor do universo e o caráter perecível da vida humana, compreendeu que em tão curto espaço de tempo seria impossível ao homem observar todas as maravilhas que Ele tinha criado. Por isso, criou um pequeno universo,

Pequeno Universo

Quando Deus viu o esplendor do universo e o caráter perecível da vida humana, compreendeu que em tão curto espaço de tempo seria impossível ao homem observar todas as maravilhas que Ele tinha criado. Por isso, criou um pequeno universo,

Embriaguem-se

É preciso estar sempre embriagado. Aí está: eis a única questão. Para não sentirem o fardo horrível do Tempo que verga e inclina para a terra, é preciso que se embriaguem sem descanso. Com quê? Com vinho, poesia ou virtude,

Embriaguem-se

É preciso estar sempre embriagado. Aí está: eis a única questão. Para não sentirem o fardo horrível do Tempo que verga e inclina para a terra, é preciso que se embriaguem sem descanso. Com quê? Com vinho, poesia ou virtude,

As Coisas

A bengala, as moedas, o chaveiro, a dócil fechadura, as tardias notas que não lerão os poucos dias … que me restam, os naipes e o tabuleiro. Um livro e em suas páginas a seca violeta, monumento de uma tarde

As Coisas

A bengala, as moedas, o chaveiro, a dócil fechadura, as tardias notas que não lerão os poucos dias … que me restam, os naipes e o tabuleiro. Um livro e em suas páginas a seca violeta, monumento de uma tarde

Azul

Há um pássaro azul no meu coração que quer sair mas eu sou muito duro com ele, eu digo, fica aí dentro, não vou deixar ninguém te ver. Há um pássaro azul no meu coração que quer sair mas eu

Azul

Há um pássaro azul no meu coração que quer sair mas eu sou muito duro com ele, eu digo, fica aí dentro, não vou deixar ninguém te ver. Há um pássaro azul no meu coração que quer sair mas eu